http://www.auroras.art.br/

20.08—16.10.2016

 

Yasmin Guimarães participa da mostra “auroras – pequenas pinturas”.  A exposição, organizada por Bruno Dunley  e Ricardo Kugelmas, abre a programação do espaço que busca abrigar projetos artísticos  e fomentar o diálogo entre artistas, críticos, curadores e o público em geral. A mostra reúne cerca de 75 trabalhos em pequeno formato realizados entre 1983 e 2016 por 26 artistas, como Leda Catunda, Dudi Maia Rosa, Paulo Pasta e Jac Leiner, e se divide em duas partes consecutivas. A Parte I, que contará com trabalhos de Yasmin, ocorre do dia  20 de agosto a 16 de outubro de 2016.

 

Serviço
Abertura: 20 de agosto de 2016, das 14h às 19h. Espaço auroras: Av. São Valério, 426. Morumbi, São Paulo – SP.

 

Martinho Patrício - MACC

21.07—21.08.2016

 

Martinho Patrício participa da exposição “EM ESPERA”, no MACC, Museu de Arte Contemporânea de Campinas. Com curadoria de Douglas de Freitas, a mostra pode ser visitada de terça a sábado das 10h às 18h, quintas das 10h às 22h, domingos e feriados das 11h às 15h.

MACC – Museu de Arte Contemporânea de Campinas: Av. Benjamin Constant, 1633. Centro, Campinas – SP.

USP, SP, 1968

Marcelo Brodsky - Itaú Cultural

15.06—07.08.2016

 

Com obras de Marcelo Brodsky, a exposição “Arquivo Ex Machina – Identidade e Conflito na América Latina” acontece a partir do dia 15/06 no Itaú Cultural em São Paulo. Com curadoria de Claudi Carreras e Itã Cannabrava, a mostra faz parte da programação do IV Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo, e reúne trabalhos de artistas que retratam, traduzem e ressignificam a América Latina e suas diversas identidades. A abertura ocorre quarta-feira, 15/06, à partir das 20h. Itaú Cultural, Avenida Paulista, 149, São Paulo – SP.

Gustavo Speridião - Kunsthal Kade

20.05—28.08.2016

 

A partir do dia 20 de maio, Gustavo Speridião participa da exposição “Soft Power, Arte Brasil”, que conta ainda com a presença de mais 35 artistas e coletivos contemporâneos brasileiros cujos trabalhos lidam com questões enfrentadas pelo país atualmente. A abertura acontece dia 20/05 das 16h às 18:30h, no Kunsthal Kade, Eemplein 77, 3812 EA Amersfoort (Eemhuis), Holanda. A exposição fica em cartaz até dia 28 de agosto.

Mapas, Cartas, Guias e Portulanos | Sala de Arte Santander

06.05.2016

 

Guga Szabzon e Marcelo Brodsky na exposição Mapas, Cartas, Guias e Portulanos, com curadoria de Agnaldo Farias. A mostra apresentará mapas originais dos séculos XVI a XVIII pertencentes a Coleção Santander Brasil,  em diálogo com obras contemporâneas. Abertura sexta-feira 06 de maio 2016, das 18hs as 21h. Sala de Arte Santander, Av. Jucelino Kubitschek, 2235, térreo – São Paulo, SP.

Fábio Baroli - Centro Cultural do Banco do Nordeste

16.04.2016

 

Exposição “Quando a seca entra” de Fábio Baroli no Centro Cultural do Banco do Nordeste, em Souza, na Paraíba. Nesta exposição ele nos apresenta uma série de pinturas constituídas em segmentos por telas independentes que podem se correlacionar, gerando ininterruptas narrativas visuais.

Para cada composição, são utilizadas referências de fotografias analógicas antigas, de álbuns de família, e também imagens digitais. É um trabalho que traz imagens de cotidianos interioranos em diferentes lugares, tempos e gerações, em uma mistura de memórias que permitem dar a (re)conhecer aquilo que mora no imaginário de muitos.

Serviço:
Quando a seca entra – Fábio Baroli
Abertura – 16/04/2016 às 19hs
Centr Cultural do Banco do Nordeste – Souza

Gustavo Speridião - Centro Hélio Oiticica

29.03.2016

 

Com curadoria de Izabela Pucu a exposição individual A lágrima é só o suor do cérebro, do carioca Gustavo Speridião será uma panorâmica da sua produção mais recente. Os trabalhos dos últimos anos realizados pelo artista Gustavo Speridião envolve escritos, poesias, pinturas, colagens e filmes que captam a instabilidade econômica e política do mundo atual, que são contrapostas à referências da história da arte, e à experiência dos conflitos implicados na vida das grandes cidades.

La Classe, 1er año, 6ta División - da série Buena Memoria

Marcelo Brodsky - Imagination to power

17.03—23.04.2016

 

A partir do dia 17 de março Marcelo Brodsky realiza a individual “Imagination to Power” na galeria Henrique Faria Fine Art em NY. Opening reception 17 de março das 18h às 21h, 35 East 67th St. 4th Floor. Período de exposição, 17 de março à 23 de abril.

Marcelo Brodsky | Jorge Tacla - Tufts University Art Gallery

21.01—22.05.2016

 

Marcelo Brodsky vai apresentar uma performance e intervenção em seu mais recebte trabalho, uma parceria com Jorge Tacla na mostra “Upheaval: Marcelo Brodsky and Jorge Tacla” no Aidekman Arts Center nos Estados Unidos. Nesta mostra o artista apresentará os mesmos trabalhos que foram apresentados em sua última exposição na Galeria Superfície, em 2015.

Gustavo Speridião - Imagine Brazil

07.11.2015—13.03.2016

 

Gustavo Speridião participa da mostra Imagine Brazil na DHC/ART Foundation no Canadá. Com curadoria de Gunnar B. Kvaran, Hans Ulrich Obrist, Thierry Raspail e Cheryl Sim, o projeto consiste em mostrar a produção de jovens artistas brasileiros e suas principais referências. Portanto cada um dos jovens artistas pode convidar outro artista que lhe foi referência de alguma forma.

Fabio Baroli - Centro cultural banco do brasil

28.10—21.12.2015

 

A exposição individual de Fabio Baroli, traz pinturas que teve sua trajetória artística marcada pela vivência em Brasília, Rio de Janeiro e Uberaba. A mostra inclui obras já realizadas e trabalhos feitos exclusivamente para o projeto a curadoria de Renata Azambuja – pesquisadora, crítica de arte e arte-educadora – alinha a poética visual do artista ao interesse pelos costumes e pela cultura das comunidades por onde passou.

Rodrigo Garcia Dutra - 10ª Bienal do Mercosul

23.10—06.12.2015

 

Rodrigo Garcia Dutra participa da 10ª Bienal do Mercosul “Mensagens de Uma Nova América”. Com abertura prevista para o dia 23.10 a mostra traz cerca de 400 artistas de 21 países selecionados pela equipe curatorial chefiada por Gaudêncio Fidelis. A exposição, cuja proposta é retomar uma das vocações históricas da Bienal do Mercosul, exibindo exclusivamente a produção artística dos países da América Latina, irá ocupar os seguintes espaços da Capital: Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, Instituto Ling, Memorial do Rio Grande do Sul, Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli – MARGS, Santander Cultural e Usina do Gasômetro.