Veja todas as obras

Lotus Lobo

A prática artística de Lotus Lobo identifica-se profundamente com o repertório técnico, mas também experimental da Litografia, contemplando, ainda, o resgate e a preservação da memória da linguagem da gravura em Minas Gerais.

 

Sua pesquisa caracteriza-se pelo uso diversificado de suportes e procedimentos extraídos do processo litográfico, sua capacidade técnico-expressiva, que se manifesta como importante aporte material e conceitual para a sedimentação da linguagem autoral. Tal investigação inaugura-se coma apropriação e ressignificação de marcas litográficas industriais, perpassa a experimentação de diferentes bases (pedra, papel, plástico, acrílico e folha de flandres), culminando na intervenção e releitura das marcas (as anotações).

 

No decorrer dessa vasta produção, Lotus Lobo constituiu um importante acervo de pedras litográficas, matrizes em zinco e embalagens em folha de flandres provenientes da Estamparia Juiz de Fora, Minas Gerais, décadas de 1930-1960. Nesses suportes, apresentam-se desenhos de antigas marcas de produtos alimentícios: manteiga, balas, biscoitos, fumo e banha. Tal acervo serviu, significativamente, como repertório iconográfico na produção de obras de diversos períodos de sua trajetória artística. Tais experiências, inauguradas nos anos 1970, foram seminais na construção discursiva da artista e ainda reverberam na sua produção contemporânea.

 

Na sua carreira artística, merecem destaque sua participação na X Bienal de São Paulo [1969], quando recebe o Prêmio Itamaraty ao exibir três objetos-gravuras manipuláveis pelo público e, ainda, na emblemática exposição “Do corpo à terra”, organizada pelo crítico de arte Frederico Morais, ocorrida no Parque Municipal de Belo Horizonte [1970].





Nascida em 1943, Belo Horizonte, Brasil.
Vive e trabalha em Belo Horizonte, Brasil.

Exposições na Galeria Superfície

2019

Território Gravado



Exposições Individuais

2018

Litografia Lotus Lobo. Centro Cultural Minas Tênis Clube, Belo Horizonte, Brasil.

Da Estamparia Litográfica Lotus Lobo. Caixa Cultural, Brasília, Brasil.

2017

Lotus Lobo. Galeria Mendes Wood, São Paulo, Brasil.

2016

Constellação. Galeria Manoel Macedo Arte, Belo Horizonte, Brasil.

2015

Da Estamparia Litográfica — Lotus Lobo — Lançamento do DVD. Galeria Manoel Macedo Arte, Belo Horizonte, Brasil.

2007

Marca Registrada. Centro Cultural Usiminas, Ipatinga, Brasil.

2006

Marca Registrada. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

2003

Lotus Lobo. Casa de Cultura Professor Wilson Chaves, Nova Lima, Brasil.

2001

Circuito Atelier C/Arte. Galeria Escola Guignard, UEMG, Belo Horizonte, Brasil.

1994

Lotus Lobo. Fernando Pedro Escritório de Arte, Belo Horizonte, Brasil.

1979

Lotus Lobo. Galeria Gravura Brasileira, Rio de Janeiro, Brasil.

1970

Lotus Lobo. Galeria Guignard, Belo Horizonte, Brasil.



Exposições Coletivas

2017

Guignard e Paisagem Mineira: O antes e o depois. Centro Cultural Minas Tênis Clube, Belo Horizonte, Brasil.

SP-Arte — Feira Internacional de Arte de São Paulo. Prédio da Bienal, São Paulo, Brasil.

2016

SP-Arte — Feira Internacional de Arte de São Paulo. Prédio da Bienal, São Paulo, Brasil.

2014

Minas Território da Arte. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

2012

Gravura em Campo Expandido. Pinacoteca, São Paulo, Brasil.

2009

Entre Salões. Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil.

2007

Anos 70 – Arte como Questão. Instituto Tomie Othake, São Paulo, Brasil.

Neovanguardas. Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil.

2004

Perfil de uma Coleção – Coleção Randolfo Rocha. Centro Cultural Usiminas, Ipatinga, Brasil.

2003

Gravura. Léo Bahia Arte Contemporânea, Belo Horizonte, Brasil.

2001

Do Corpo a Terra: um marco radical na arte brasileira. Itaú Cultural, Belo Horizonte, Brasil.

2000

Investigações, a Gravura Brasileira – Lançamento do livro Gravura. Itaú Cultural, São Paulo, Brasil.

Ars Brasilis. Galeria de Arte do Minas Tênis Clube, Belo Horizonte, Brasil.

1999

Centro Cultural UFMG 10 anos. Centro Cultural UFMG, Belo Horizonte, Brasil.

1997

Formação da Arte Contemporânea em Belo Horizonte 60/70. Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil.

Pensar Gráfico: A Gravura da Linguagem. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.

Um século de história das artes plásticas em Belo Horizonte. Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil.

1995

Imagem Derivada. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

1994

Identidade Virtual. Secretaria de Turismo e Cultura, Ouro Preto, Brasil.

Os Bracher. Sala Affonso Ávila, Mariana, Brasil.

Bienal Brasil Século XX. São Paulo, Brasil.

1992

Ícones da Utopia. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

1987

Brazilian Contemporary Prints. Gallery Tate Student Center, University of Geórgia, USA.

Gravuras do Largo do Ó. Embaixada da França, Brasília, Brasil.

1986

Ninth British International Print Biennale. Bradford, England.

Casa de Gravura Largo do Ó e Oficina Guaianases, Dois Núcleos da Litografia Brasileira. Espaço Cultural Cemig, Belo Horizonte, Brasil.

Brazilian Contemporary Prints. Gallery of The Saint John’s College, Santa Fé, USA.

25 Anos da Litografia de Arte em Minas Gerais. Centro Cultural Mascarenhas, Juiz de Fora, Brasil; Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

1984

IV Mostra Panamericana de Gravura. Curitiba, Brasil.

A Gravura Brasileira, Oficina Goeldi. DCE da UFMG, Belo Horizonte, Brasil.

1983

6 Artists from Minas Gerais. Dixon Gallery, London, England.

1982

1° Encontro de Gravadores Nacionais. Penápolis, Brasil.

1981

IV Salão de Artes Plásticas do Conselho Estadual de Cultura de Minas Gerais. Belo Horizonte, Brasil.

5ª Bienal Del Grabado Latino Americano. San Juan de Puerto Rico, Porto Rico.

Destaques Hilton de Gravura. Palácio das Artes, Belo Horizonte; Rio de Janeiro; São Paulo; Curitiba; Florianópolis; Porto Alegre; Brasília; Salvador; Recife, Brasil.

1980

II Bienal Ibero-americana de Arte, Desenho e Gravura. Instituto Cultural Domecq, Mexico.

1979

Lotus Lobo e Antonio Grosso – Projeto Arco-Íris. Funarte, Teatro da Paz, Belém, Brasil.

Litografia Brasileira. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

II Mostra Anual de Gravura. Curitiba, Brasil.

6° Salão Global de Inverno – Rede Globo. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

IV Salão Nello Nuno. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

1978

Gravadores Mineiros. Galeria Homero Massena, Vitória, Brasil.

Grabados Brasileños de Minas Gerais. Salon de Arte CANTV, Caracas, Venezuela.

A Paisagem Mineira. Palácio das Artes, Belo Horizonte.

Litografias. Galeria Pró-Música, Juiz de Fora, Brasil.

Um ponto qualquer entre Alfa e Ômega. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

1976

Arte Agora I. MAM, Rio de Janeiro, Brasil.

1974

Mostra de Gravura Brasileira – XII Bienal de São Paulo. São Paulo, Brasil.

1972

The 8th International Biennial Exhibition of Prints in Tokyo. Japão.

Arte-Brasil - Hoje - 50 anos depois. MAM, Rio de Janeiro, Brasil.

1971

Panorama de Arte Atual – Gravura. MAM, São Paulo, Brasil.

1970

6° Salão de Arte Contemporânea de Campinas. Campinas, São Paulo.

Salão Nacional da Aliança Francesa. Reitoria da UFMG, Belo Horizonte, Brasil.

O Processo Evolutivo da Arte em Minas. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

Semana da Vanguarda Nacional - Exposição Do Corpo a terra. Parque Municipal, Belo Horizonte, Brasil.

1969

X Bienal de São Paulo. São Paulo, Brasil.

Seleção Final - Bienal de Paris. MAM, Rio de Janeiro, Brasil.

1° Salão de Arte Contemporânea de Belo Horizonte. Belo Horizonte, Brasil.

1968

A Gravura Nacional. Museu Nacional, Rio de Janeiro, Brasil.

Três aspectos da Gravura Contemporânea Brasileira. Exposição itinerante pela América do Sul e Central, organizada pelo Itamaraty, Brasil.

Gravura Contemporânea Internacional. Galeria do Encontro, Brasília, Brasil.

Heapping da Avenida Afonso Pena, com Luciano Gusmão e Dilton Araújo. Belo Horizonte, Brasil.

1967

1ª Exposição do Museu da Gravura de Belo Horizonte. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.

XXII Salão de Belas Artes de Belo Horizonte. Belo Horizonte, Brasil.

1966

XXI Salão de Belas Artes de Belo Horizonte. Belo Horizonte, Brasil.

1965

Grupo Oficina. Galeria Grupiara, Belo Horizonte, Brasil.

1962

Gravuras e Desenhos - Grupo Oficina. Galeria ICBEU, Belo Horizonte, Brasil.



Coleções Públicas

MAP, Belo Horizonte, Brasil.

Museu Mineiro, Belo Horizonte, Brasil.

Coleção UFMG, Belo Horizonte, Brasil.

Fundação Clóvis Salgado, Belo Horizonte, Brasil.

Palácio do Itamaraty, Brasília, Brasil.

Coleção LIGHT, Rio de Janeiro, Brasil.

Museu de Arte de Porto Alegre, Brasil.

Museu de Arte de Curitiba, Brasil.

Museu de Arte de Florianópolis, Brasil.

Museu de Arte de São Paulo, Brasil.

Museu de Arte de Campinas, Brasil.

Museu de Arte de Salvador, Brasil.

Museu de Arte de Recife, Brasil.

Museu de Arte do Rio de Janeiro, Brasil.