Veja todas as obras

Rosana Paulino

Doutora em artes visuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP, é especialista em gravura pelo London Print Studio, de Londres e bacharel em gravura pela ECA/USP.

Como artista vem se destacando por sua produção ligada a questões sociais, étnicas e de gênero. Seus trabalhos têm como foco principal a posição da mulher negra na sociedade brasileira e os diversos tipos de violência sofridos por esta população decorrente do racismo e das marcas deixadas pela escravidão.





Nascida em 1967, São Paulo, Brasil.
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil.

Exposições na Galeria Superfície

2016

Rosana Paulino - Atlântico Vermelho



Exposições Individuais

2017

História Natural? Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil.

Atlântico Vermelho. Padrão dos Descobrimentos, Lisboa, Portugal.

ArtBo – Feria Internacional de Arte de Bogotá (exposição individual no stand da Galeria Superfície). Bogotá, Colômbia.

2016

Atlântico Negro. Galeria Superfície. São Paulo, SP.

2015

Assentamento(s): Adão e Eva no paraíso brasileiro. IPN – Instituto Pretos Novos. Rio de Janeiro, RJ.

2014

Mulheres Negras – Obscure Beuaté du Brésil. Espace Cultural Fort Grifoon à Besançon. Besançon, França.

2013

ASSENTAMENTO. Museu de Arte Contemporânea de Americana. São Paulo, SP.

2011

O Amor: Modos e Usos. Ateliê OÇO/Galeria Cinesol. São Paulo, SP.

2010

Tecido Social. Galeria Virgílio. São Paulo, SP.

Memórias de Sombras. Hall do Teatro Jorge Amado. Carapicuíba, SP.

2009

Da Memória e das Sombras: As Amas. Senzala do Casarão do Parque Ecológico, Pq. Ecológico. Campinas, SP.

2007

Rosana Paulino – Obra gráfica. Galeria Nello Nuno, FAOP (Fundação de Arte de Ouro Preto). Ouro Preto, MG.

2006

Colônia. Galeria Virgílio. São Paulo, SP.

2000

Desenhos – Doações recentes. Centro Cultural São Paulo. São Paulo, SP.

1997

Álbum de Desenho. Galeria Adriana Penteado. São Paulo, SP.

1995

A New Face in Hell. Galeria Adriana Penteado, SP.

1994

Mostra dos Selecionados do Centro Cultural São Paulo. São Paulo, SP.



Exposições Coletivas

2017

South-South: Let me begin again. Goodman Gallery, Cape Town, África do Sul.

Aquilo que nos une. Caixa Cultural Sé, São Paulo, Brasil.

Agora somos todxs negrxs? Galpão Vídeo Brasil, São Paulo, Brasil.

São Paulo Não é Uma Cidade – Invenções do Centro. SESC 24 de maio, São Paulo, Brasil.

MAC USP no século XXI - A Era dos Artistas. Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

2016

Silêncio(s) do Feminino. Caixa Cultural São Paulo, SP.

La corteza del Alma. Galeria Fernando Pradilla, Madri, Espanha.

Vínculos. Pinacoteca Municipal de Piracicaba, Piracicaba, SP.

2015

TERRITÓRIOS: Artistas Afrodescendentes no Acervo da Pinacoteca. Pinacoteca do Estado, São Paulo, SP.

Rio Setecentista, quando o Rio virou capital. MAR – Museu de Arte do Rio de Janeiro, RJ.

Art Ria. IPN - Instituto Pretos Novos, Rio de Janeiro, RJ.

2014

Corpos Insurgentes. SESC Vila Mariana, São Paulo, SP.

140 Caracteres. MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP.

Poder provisório. MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP.

“O que os olhos não vê, o coração não sente”. Museu AfroBrasil, São Paulo, SP.

2013

Brasileiros e Americanos na Litografia do Tamarind Institute. Museu AfroBrasil, São Paulo, SP.

A Nova Mão Afro-brasileira. Museu AfroBrasil. São Paulo, SP.

Com Pasion: Paixão & Arte Brasil e Argentina. Galeria Martha Traba, Memorial da América Latina. São Paulo, SP.

2012

AFRO: Black identity in America and Brazil. Tamarind Gallery, Albuquerque, New Mexico, USA.

Gravura em campo expandido. Estação Pinacoteca, Pinacoteca do Estado, SP, Brasil.

Galeria Virgílio: 10 Anos. Galeria Virgílio, São Paulo, Brasil.

Da Seção de Arte ao Prêmio Aquisição. Gabinete do desenho: Museu da Cidade de São Paulo, SP, Brasil.

2011

Contemporânea Art Paraty – Festival Internacional das Artes Visuais. Paraty, Rio de Janeiro e Museu AfroBrasil, SP, Brasil.

Incorporations. Europália 2011. La Centrale Eletrique, Bruxelas, Bélgica.

Africanidades. MUSA – Museu de Artes da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, Pr, Brasil.

2010

Shoá – Reflexões para um mundo mais Tolerante. SESC Pompéia, São Paulo, SP, Brasil.

Estéticas, suenos y utopias de los artistas de Brasil por La libertad. Museo de la Solidaridad Salvador Allende – Santiago, Chile.

2009

Nós – Museu da República, Rio de Janeiro, Brasil.

Roots and More: The Journey of the Spirits. Afrika Museum, Berg en Dau, Holanda.

Os Mágicos Olhos das Américas. Museu Afro Brasil, São Paulo, Brasil.

2008

Pequenos Formatos – SESC Paulista, São Paulo, Brasil.

Panorama dos Panoramas – MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP, Brasil.

SP ARTE 2008 – Pavilhão da Bienal, Pq do Ibirapuera, SP, Brasil.

Distância e Proximidade – Projeto Toldos. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.

Poéticas da Percepção – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

2007

Poéticas da Percepção – Espaço VIVO, São Paulo, SP, Brasil.

In someone else’s skin – Bard College – Nova York, USA.

Mulheres Artistas / Olhares Contemporâneos – Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC/USP. São Paulo, SP, Brasil.

Áfricas-Américas: Encuentros Convergentes: Ancestralidad y Contemporaneidad. Bienal de Valencia, Valencia, Espanha.

Réplica e Rebeldia – Artistas de Angola, Brasil, Cabo Verde e Moçambique. Centro Cultural Português do Instituto Camões, Cidade da Praia, Cabo Verde.

Fotografia em perspectiva – MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP, Brasil.

Ressonâncias@rtes negra(as). Centro de Artes e Convenções da UFOP – Univ. Federal de Ouro Preto. Minas Gerais, Br.

2006

Paixão – Mostra de inauguração do Museu Bispo do Rosário – Jacarepaguá, RJ, Brasil.

Réplica e Rebeldia – Artistas de Angola, Brasil, Cabo Verde e Moçambique.

Exposição itinerante realizada pelo Instituto Camões e tendo passado até o momento por Moçambique, Angola, Cabo Verde e Brasil (MAM Bahia e MAM Rio de Janeiro).

Manobras Radicais – Centro Cultural Banco do Brasil, SP, Brasil.

2005

60 pós 60 – Centro Cultural São Paulo, SP, Brasil.

SP Arte – Feira Internacional de Arte Moderna e Contemporânea. Parque do Ibirapuera, SP.

2004

Trienal Poli/Gráfica de San Juan: América Latina y el Caribe – San Juan, Porto Rico.

Mostra de abertura do Museu AfroBrasil – Museu AfroBrasil – São Paulo, SP, Brasil.

Tudo é desenho - Centro Cultural São Paulo, SP, Brasil.

2003

IV Bienal do Mercosul - Cais do Porto - Rio Grande do Sul, RS, Brasil.

2o FAN - Festival de Arte Negra de Belo Horizonte - Casa do Conde, MG, Brasil.

Arte e Sociedade: uma relação polêmica - Itaú Cultural São Paulo - SP, Brasil.

A gravura vai bem, obrigado! - Galeria Virgílio - São Paulo - SP, Brasil.

Observações sobre o espaço e o tempo – UNICSUL Campus Anália Franco, SP, Brasil.

2002

Desenho Contemporâneo - MAC - Museu de Arte Contemporânea de Americana - SP, Brasil.

São ou não são gravuras ? - Museu de Arte de Londrina - Pr, Brasil.

2001

Virgin Territory - National Museum of Women in the Arts - Washington D.C – USA.

Côte à Côte - Art Contemporain du Brasil - CapcMusée d´art Contemporain - Bordeaux – França.

Panorama da Arte Brasileira 2001 - MAM São Paulo - SP, Brasil.

Fotografia não fotografia – MAM São Paulo – SP, Brasil.

São ou não são gravuras? – MAM Villa Lobos – SP, Brasil.

2000

Bienal Brasil + 500 - Arte Afro-Brasileira - Fundação Bienal de São Paulo- SP – Brasil.

Américafotolatina– Museu de las Artes de la Universidad de Guadalajara, México.

Século XX – Arte do Brasil – Fundação Calouste Gulbenkian – Lisboa – Portugal.

Marcas do Corpo-Dobras da Alma - Mostra da Gravura da Cidade de Curitiba - Pr, Brasil.

1999

9o Bienal Internacional de Fotografia – BIF 99 – Centro de La Imagen, Cidade do México, México.



Coleções Públicas

UNM - University of New Mexico Art Museum, New Mexico, USA.

Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP, Brasil.

Pinacoteca Municipal – Centro Cultural São Paulo, SP, Brasil.

Fundação Cultural Cassiano Ricardo - São José dos Campos, SP, Brasil.

Universidade Federal de Uberlândia – Uberlândia, MG, Brasil.

Museu AfroBrasil – São Paulo, SP, Brasil.

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP) - São Paulo, SP, Brasil.

Museu Salvador Allende – Santiago do Chile, Chile.

Itaú Cultural - São Paulo, Brasil.



Bibliografia

TESES.

CLEVELAND, Kimberly Laura. New Center, Old Periphery: Race, Identity and Regional Thematic Influnences in Afro-Brazilian Art. Tese de doutoramento da Pesquisadora Kimberly Laura Cleveland, Aprovada em Maio de 2007 pela Universidade do Iowa, EUA.

(Capítulo 6: Rosana Paulino).

COUTINHO, Andrea Senra. Poéticas do Feminino/Feminismo na Arte Contemporânea: Transgressões para o Ensino de Artes Visuais nas Escolas.

Tese de doutoramento aprovada em Dezembro de 2009 pelo Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho, Portugal.

Parte II Capítulos 2.1 Poéticas do feminino/feminismo em Paula Rego, Rosana Paulino e Beth Moysés e Capítulo 2.1.3: Rosana Paulino: a arte como comprometimento.

FLETCHER, Kanitra Sheanae. Black Women’s Visual Resistance in Brazil and Beyond.

Dissertação de Mestrado aprovada em Maio de 2011 pela The University of Texas at Austin.

A dissertação se fundamenta na análise da obra plástica de Rosana Paulino como meio de resistência a um “controle de imagem” imposto as mulheres negras no Brasil e no exterior.

VIANA, Janaina Barros Silva. Uma possível arte afro-brasileira: corporeidade e ancestralidade em quatro poéticas.

Dissertação de mestrado aprovada em 2008 pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP.

Capítulo 3: Corpo e contemporaneidade: duas poéticas femininas e ancestrais nas obras de Rosana Paulino e Yêdamaria.

LIVROS.

AMARAL, Araci e TORAL, André. Arte e Sociedade No Brasil – de 1976 a 2003(vol. 3).

São Paulo, Editora Callis, 2003.

CANTON, Katia. Novíssima arte brasileira – um guia de tendências. São Paulo, Editora Iluminuras/FAPESP, 2000.

CHIARELLI, Domingos Tadeu. Arte Internacional Brasileira. São Paulo, Lemos Editorial, 1999.

CLEVELAND, Kimberly Laura. Black Art in Brazil: Expressions of Identity. Florida: University Press of Florida, 2013.

CONDURU, Roberto. Arte Afro-Brasileira. Belo Horizonte: Editora C/ Arte, 2007.

RESENDE, Ricardo. Os desdobramentos da gravura contemporânea – In Gravura – Arte Brasileira do Século XX. São Paulo, Itaú Cultural/Cossac Naif Editora, 2000.

SCHUMAER, Schuma e VITAL-BRAZIL, Érico. Mulheres Negras do Brasil. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2007.

TVARDOVSKAS, Luana Saturnino. Dramatização dos corpos: Arte contemporânea e crítica feminista no Brasil e na Argentina. São Paulo, FAPESP/Intermeios, 2015.