Guga Szabzon - Atlas | Salta

10—28.03.2015

 

Artista:
Guga Szabzon

Mapas são eixos referenciais no trabalho de Guga Szabzon [São Paulo, 1987]. Seja desconstruindo-os para reconstruí-los, seja criando mapas antes inexistentes: o espaço cartografado é o ponto de partida ou de chegada. Seus suportes são páginas de atlas garimpados em sebos, dos quais a artista recorta os nomes, ou sobre os quais ela pinta um novo mapa. Já na série das “paisagens imaginadas”, o instrumento para o desenho é a máquina de costura, que traça com linhas lugares cuja única referencialidade são as coordenadas geográficas. Um mapa é a representação na qual o mundo se organiza, tendo entre suas funções delimitar fronteiras ou demarcar trajetos (pensemos em um mapa de migrações).Um mapa que não é uma abstração ou uma representação, mas um rastro em tamanho real. Nas colagens, a inversão da palavra ATLAS se torna SALTA sobrepostas a imagens do cotidiano encontradas em livros e revistas. Nesta série inédita de colagens, história pessoais da artista aparecem de forma poética traduzidas em imagens, tornando explícita a relação entre arte e vida.