canastra da Emília

28.11.2019—25.01.2020

 

Artista:
Arthur Chaves

A Galeria Superfície apresenta “canastra da Emília”, exposição individual do artista Arthur Chaves. Com texto de Raphael Fonseca, a mostra conta com trabalhos de sua produção recente.

 

As obras ora apresentadas caminham em uma linha tênue entre instalação, pintura e desenho. Utilizando-se de uma profusão de matérias como o tecido, o plástico e dejetos industriais, as criações de Arthur se encontram no limiar entre o concluído, arrematado, e o processo aberto, em constante transformação.

 

A tentativa da representação encontra seu sustentáculo em um acúmulo de materiais salvaguardados pelo artista. Como a personagem Emília de Monteiro Lobato que mantinha em seu baú, em sua canastra, tudo o que pudesse um dia vir a ter outra forma, Arthur cria suas obras a partir da especulação sobre seu inventário – os tecidos, que o lembram da relação com a mãe, costureira, e as sobras, os restos industriais e domésticos, se tornam matéria prima do que o artista chama de “captação da subjetividade do seu cotidiano”, um ponto de fixação de seu pensamento no mundo, que, contraditoriamente, não é tão fixo assim.

 

_
Texto: Raphael Fonseca

 

_
A exposição fica em exibição até o dia 25 de janeiro de 2020 e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábado, das 11h às 17h.