Estrutura poética, ruptura e resistência

24.07—25.08.2018

 

Artista:
Neide Sá

A Galeria Superfície apresenta a exposição “Estrutura poética, ruptura e resistência”, mostra individual da artista Neide Sá (Rio de Janeiro, RJ, 1940), com curadoria de Gustavo Nóbrega e Gabriel Novaes. Neide Sá é uma das fundadoras do movimento de vanguarda Poema/Processo, que teve seu início em 1967, sendo a única mulher a encabeçar o movimento. O início de sua produção, que data de meados da década de 60, é marcado pela associação aos ideais radicais e politicamente engajados da época. Entre as atividades propostas pelo grupo, Neide desenvolve sua carreira de artista visual pautada pela produção de obras gráficas, participativas e em movimento, usando linguagens tais como filme, colagem, fotogramas e instalações.

 

Simultaneamente à “Estrutura poética, ruptura e resistência”, Neide Sá integra a mostra “Radical Women: Latin American Art, 1960–1985”, com a obra “A corda”, exibida também na Bienal de Veneza em 1978. Com abertura dia 18 de agosto na Pinacoteca do Estado de São Paulo, a mostra originalmente realizada pelo Hammer Museum de Los Angeles e exibida também no Brooklyn Museum de Nova York, destaca a contribuição de artistas latinas e de herança latina para a arte contemporânea, constituindo a primeira genealogia das práticas artísticas feministas e radicais na América Latina e sua influência a nível internacional.

 

_
A exposição fica em exibição até o dia 25 de agosto e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábado, das 11h às 17h.